Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

As Falsas Memórias de Manoel Luz

Este é outro livro que deu entrada nas estantes sem se saber do que tratava, e para cuja leitura parti sem qualquer tipo de pista. Não ligando particularmente a capas (são frequentemente escolhas estéticas sem qualquer relação com o conteúdo, muitas vezes infelizes, e não são, para mim, critério de escolha ou compra), falhei em ver as pistas que ela inclui: as flores e os livros. Acompanhamos Manoel Luz desde criança, numa idade que não é explícita nem nunca explicada, mas criança algures na década de 1960 e princípios de 1970, em Portugal, em pleno Estado Novo. Manoel vive numa casa com a sua família, filho único, e no piso de baixo é a loja de flores em que trabalha o seu pai. Porém, é a livraria onde trabalha Rodolfo Prudente - homem a quem é atribuída enorme importância e estatuto, homem que descobrimos ser apoiante do regime - que mais alicia Manoel. E o Sr. Prudente toma-o como protegido, algo que encanta Manoel, que sonha em ser "um homem maior", como o Sr. Prudente, r
Mensagens recentes

Invisible

Este livro chegou cá a casa sem que eu soubesse do que trata. Na verdade, a aquisição foi feita para o meu respectivo, que se encontra a aprender espanhol, em jeito de incentivo; vi este livro recomendado para o nível A2 num instituto de línguas, vi que tinha bastante reconhecimento por terras hispanohablantes, que é infanto-juvenil, e foi por aí o critério de decisão. Depois, partimos para a leitura conjunta. Repito: não sabia nada sobre o enredo quando o livro cá chegou a casa - e a sinopse também não adianta quase nada, fala apenas no desejo de ser invisível. Assim sendo, irei revelar o menos possível, para não estragar a experiência a quem o possa vir a ler. As primeiras páginas, embora cheias de pistas para a narrativa, são algo caóticas e pouco reveladoras, envoltas em mistério. Sabemos que o narrador está no hospital, não sabemos o porquê. Não sabemos, também, quem é quem, embora vamos aprendendo mais acerca dos personagens à medida que vão sendo introduzidos e reintroduzidos na

Pretty Guardian Sailor Moon #5

Um final super entusiasmante para mais um arco. Será visível que me encontro a ler Sailor Moon  agora a um ritmo mais rápido; o empenho prende-se com o facto de os livros terem começado a aparecer cá em casa sem aviso prévio e, sendo uma série longa, claro que quero acompanhar assim que possível. Este final de arco tem imensa emoção: Saphir revela-se, mais conhecedor e mais maligno que o que demonstrara ser até agora, para começar. Mais mais que isso, Chibi-Usa transforma-se em Black Lady, e descobrimos que é filha de Usagi e Mamoru. Claro que qualquer pessoa que tenha visto o anime, ou que tenha estado atento às pistas até aqui, não ficará particularmente chocada - tanto com a história da sua origem, como com a transformação em vilã, mas a história por trás é sólida e emocional. Também há as vibes  de incesto que são meio desconfortáveis, mas que é suposto reflectirem ciúmes e o desejo de ser mais como a mãe... freudiano, suponho. Sailor Pluto é a estrela deste volume, para mim. Sailo

2021 | Março

Comecei por escrever "2020" no título, o que é adequado porque a vida está esquisita desde então; depois o título pareceu estranho, e fui ver e enganei-me no post de Fevereiro, que também estava intitulado "2020" e ninguém me disse nada... Comprados & Recebidos Como mencionei no post  de resumo mensal anterior, aguardava receber, em Março, uma remessa de fazer corar. Como parte da minha luta para melhorar o meu francês (luta essa antiquíssima, ora vejam ), descobri que o site da decitre envia para Portugal. O problema: taxa fixa de portes, 8,00 EUR. A solução? Comprar uma quantidade de livros que compense. Assim, entre livros de linguagem fácil, livros que me aguçam demasiado a curiosidade, e outros, foram estes os eleitos: Le Consentement , de Vanessa Springora La Reine Margot , de Alexandre Dumas Moi Qui N'ai Pas Connu les Hommes , de Jacqueline Harpmann La Gloire de Mon Père , de Marcel Pagnol Suite Française , de Irène Némirovsky Mes Amis , de Emmanuel

When Life Gives You Mangos

Fiquei intrigada com este livro quando o vi no Brave Girls Book Club , a "irmã mais nova" do Books That Matter . Como os portes (de ambas as caixas!!) deram um salto enorme desde a última vez que o conteúdo me tinha interessado (infelizmente...), porque middle-grade e contemporâneo não são exactamente as minhas zonas de conforto (embora eu diga tantas vezes que adoro livros infantis...) e porque queria levar mais longe a leitura no digital, optei por ler esta obra em ebook . A personagem principal e narradora do livro é Clara, de 12 anos, que vive com os seus pais em Sycamore, uma pequena vila costeira na Jamaica, onde nunca há ninguém novo, nunca há turistas e toda a gente se conhece. Clara adora viver ali: conhece toda a gente, adora comer mangas, correr pela vila, a comunidade e o lugar secreto para onde costumava ir com Gaynah, a sua prima e melhor amiga. Mas há um problema: Clara não se lembra do que aconteceu no verão passado, após uma tempestade e, por isso, tem probl

fora da estante #17

O décimo-sétimo episódio! Podem comprar aqui os livros mencionados: Rebecca, de Daphne du Maurier | disponível em  português  | disponível em  inglês The Haunting of Hill House, de Shirley Jackson | disponível em  português  | disponível em  inglês A Noiva do Tradutor, de João Reis| disponível em  português O Nome da Rosa, de Umberto Eco | disponível em  português House of Leaves, de Mark Z Danielewski | disponível em  inglês Novamente: disponível no  Spotify  na  Apple  e  noutras plataformas . O próximo será daqui a duas semanas.