Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Feira do Livro de Lisboa 2024

Podem ver aqui a minha wishlist null , podem ver na foto o que aconteceu realmente. Ressalva: a pilha acima é doméstica e colectiva, e não única e exclusivamente minha. Anos houve os em que fui várias vezes à Feira do Livro; desde que o Covid chegou, passei a ir uma única vez à Hora H (no ano passado nem sequer o fiz) e talvez duas outras vezes à Feira, focando numa editora grande de cada vez. Este ano, foi a vez da Penguin, como poderão ter compreendido. Aproveitando que o meu respectivo trabalha perto do Marquês de Pombal, consegui adquirir vários livros do dia. Assim, a lista (pela ordem da foto):  - Milhões de Gatos, de Wanda Gág, da Ponto de Fuga  - Desencontros, de Jimmy Liao, da Kalandraka  - Suite Tóquio, de Giovana Madalosso, da Tinta-da-China  - A Minha Vida, de Isadora Duncan, da Sistema Solar  - O que há neste lugar?, de Maria Manuel Pedrosa e Joana Estrela, coordenado pela Planeta Tangerina  - Concerto Barroco, de Alejo Carpentier, da Antígona  - A Fúria, de Silvina Ocampo
Mensagens recentes

2024 | Maio

Continuo na melhor das intenções de actualizar este blog e escrever sobre as minhas leituras, eu juro. Comprados & Recebidos Feira do Livro de Lisboa iniciada já em Maio, mas entradas do mês serão relatadas à parte para não andarmos aqui a repetir conteúdo. Assim, em Maio, comprei Delirio , de Laura Restrepo, para o clube de leitura iberoamericano da Biblioteca de Belém, recebi de prenda de anos atrasada Bia Bailarina , de Luciano Lozano (obrigada, Olga!), da La Kube veio Charlotte , de David Foenkinos (que eu tinha em wishlist  há muito, como mencionei neste post  dedicado à La Kube ), e também chegou cá a casa Na Presença da Ausência de Mahmoud Darwich. De álbuns infantis, Gaspar na Noite  de Seng Soun Ratanavanh e Abrigo , de Céline Claire. Da Porto Editora (com muita luta com a distribuidora), chegou Como se faz um romance , de Miguel de Unamuno, ex-libris  de uma das minhas cidades favoritas, aproveitei uma promoção na wook para comprar Dirty Vegan , de Matt Pritchard, e aind

WISHLIST | Feira do Livro 2024

A Feira do Livro de Lisboa aproxima-se e está na altura de revelar como planeio entrar em insolvência. Vamos então à lista de desejos para este ano, inspiradíssima em posts de  anos anteriores (mas não fazia um destes há anos...)                                       Novamente... claro que alguns não virão comigo, e outros não planeados tomarão o seu lugar. Este ano, planeio também comprar livros de receitas. E vocês, o que já leram desta lista? E que livros têm em mente?

La Kube

Agora que mantenho a subscrição há mais de um ano, chegou a altura de falar um pouco da La Kube. Esta caixa de subscrição atraiu-me porque não é " one size fits all " - o subscritor preenche um inquérito em que diz aquilo que pretende, escolhendo géneros, se quer livro de bolso ou a "edição maior" (que é mais cara), mas indicando também em texto livre aquilo que pretende, um livro que se aproxime do pretendido, e o último livro que se adorou. Cada mês, este pedido (que pode ser alterado mensalmente) é atribuído a um livreiro, que faz curadoria pessoal e escolhe um livro , individualmente, para nós. Pode-se escolher o livreiro de antemão, ou deixar que este seja atribuído pela equipa La Kube. Escolhi a última opção. Não queria receber traduções, algo que me assustava um pouco no modelo de caixa de subscrição normal em que toda a gente recebe o mesmo livro. Escolhi receber apenas livros de ficção ( romans ) e disse, no texto livre, que procuro literatura francófona; a

The Pumpkin Eater

Continuamos na luta e na labuta que é colocar publicações em dia. Quem tenha ouvido o podcast em 2023, decerto já me ouviu falar sobre este livro. The Pumpkin Eater é um livro de 1962, que deu origem a um filme poucos anos depois, que eu nunca vi. É amplamente baseado na vida da própria autora, Penelope Mortimer, e no seu casamento com o também escritor John Mortimer, e parece ter sido uma experiência de escrita em busca de alguma catarse. Toca em temáticas como o casamento, a maternidade, a saúde mental e o papel da mulher na sociedade, e parece estar algo à frente do seu tempo, talvez também pela abertura com que fala de aborto. À narradora, personagem principal, não conhecemos um nome próprio - conhecemo-la apenas pelo seu mais recente nome de casada, Mrs. Armitage. Já foi casada várias vezes (quatro), tem "vários" filhos (o que dá a entender que serão mais que quatro) dos vários casamentos, está grávida do marido (que lhe é infiel), uma criança que ele activamente não qu

2024 | Abril

Abril foi lento no blog (peço desculpa) e lento em leituras. Comprados & Recebidos Abril foi mês de aniversário. Por essa ocasião, recebi Quando eu for grande , de Ella Bailey, o vol. 1 de  Léonarde , uma nova novela gráfica de Anne-Catherine Ott, e comprei, na Salted Books, Our Wives Under the Sea , de Julia Armfield. Em Cascais, na Indie, para fins de clube de leitura da Biblioteca de Belém, comprei Hurricane Season , de Fernanda Melchor (não tinham em português, e era para fins de clube de leitura, portanto veio em inglês). Não foram só livrarias independentes que tiveram a minha atenção, mas também editoras independentes: Catarina e a Beleza de matar fascistas , de Tiago Rodrigues, editado pela Tinta-da-China,  Maria Lamas, amor, paz e liberdade , de Mafalda Brito, pela Edições Barca do Inferno, A Baleia , de Benji Davies, da Orfeu Negro e, no Festival Contacto, comprei Neon , de Rita Alfaiate, da Escorpião Azul. Com a La Kube, veio Nos vies , de Marie-Hélène Lafon. Da Porto Ed