Avançar para o conteúdo principal

Sherlock Sherlock

Factores que atrasam reviews: Natal e respectivos preparativos, notícias sobre novos empregos e respectivas burocracias, ginásio e cansaço resultante.

foto pelo rei dos gatos, com colaboração do Gonzo the Great

Os livros em atraso são todos eles da mesma série, portanto por que não escrever as reviews todas juntas?

The Sign of Four

Logo no início deste livro aprendemos o que Sherlock faz para passar o tempo quando não tem problemas alheios para ocupar a cabeça:

Sherlock Holmes took his bottle from the corner of the mantelpiece and his hypodermic syringe from its neat morocco case. With his long, white, nervous fingers he adjusted the delicate needle, and rolled back his left shirt-cuff. For some little time his eyes rested thoughtfully upon the sinewy forearm and wrist all dotted and scarred with innumerable puncture-marks. Finally, he thrust the sharp point home, pressed down the tiny piston, and sank back into the velvet-lined arm-chair with a long sigh of satisfaction.

Cocaína e morfina.

Mas rapidamente surge um entretém: uma jovem de nome Mary aparece em 221B Baker Street para dar a Sherlock algo que o ocupe: o estranho desaparecimento do seu pai, anos antes, e as pérolas que recebe anualmente, agora acompanhada de uma carta de um benfeitor anónimo.

A narrativa que se segue não é de todo a minha favorita do que já li até agora das histórias do detective: muitas pistas dispersas, homicídios, muito racismo, lógica sempre fascinante, uma história não tão apelativa como a do livro anterior (embora bastante boa até chegar à parte do flashback, análoga à de A Study in Scarlet - aí o racismo dispara e o interesse dissipa-se um pouco.

O Watson casa-se com a Mary.

3.5/5

Podem comprar esta edição aqui, ou em português aqui.


The Adventures of Sherlock Holmes

Short stories! Confesso que não esperava, após dois livros em que o mistério ocupava toda a narrativa, encontrar doze casos num só livro. Muitos destes não envolvem questões de crime, mas mistérios relacionados com questões do foro amoroso: noivos e noivas desaparecidos, Irene Adler e fotos em sua posse; por outro lado, assaltos a bancos, homicídios e Ku Klux Klan.

Outra grande surpresa é o facto de Watson, o nosso fiel narrador, apesar de casado, regressar frequentemente ao seu antigo quarto em Baker Street, e abandonar frequentemente a mulher para acompanhar o seu arrogante e drogado amigo.

Das histórias, para mim, destaca-se The Adventure of the Speckled Band que é uma história mesmo muito boa e acho que vale a pena.

4/5

Podem comprar esta edição aqui.


The Memoirs of Sherlock Holmes

Mais short stories, desta vez com o título de memoirs embora sejam na mesma narradas pelo Watson. Esta colecção não é tão boa como a anterior, mas introduz personagens de interesse: Mycroft (isto é um nome?), o irmão mais velho de Sherlock, e Moriarty, o conhecido arqui-inimigo do detective.

Gostei muito de The Musgrave Ritual, mais pelo "ritual" em si do que pelo mistério apresentado.

Sobre o Professor Moriarty, personagem introduzida na última história, The Final Problem, saliento que é, à primeira vista, bizarro como chegou à fama com uma presença tão ambígua numa história tão curta, embora seja fácil de compreender dado que é um rival à altura intelectual de Holmes, contornando todas as tentativas de despistagem. É também estranho ler aquela que era suposto ser a última história do detective (ponto no qual a narrativa não deixa dúvidas) de forma tão abrupta e antes de passar a uma das obras mais conhecidas, The Hound of the Baskervilles - mas era o que Doyle pretendia, o final das histórias.

4/5 graças ao final inesperado

Podem comprar esta edição aqui.

Comentários