Avançar para o conteúdo principal

Elina Guimarães

Fui ontem a um sítio que me é muito querido.


O Centro de Documentação e Arquivo Feminista Elina Guimarães faz parte da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta, uma organização da qual já fui voluntária (precisamente no arquivo), e à qual gosto sempre de regressar (ontem, no contexto de um Seminário do Projecto Memória e Feminismos).

Quem ler este blog há algum tempo sabe, decerto, o quão importantes as questões de mulheres são para mim. É aliás um assunto que já abordei algumas vezes, e que voltei a abordar no projecto "Março Feminino", da Sandra, em Março deste ano.

Ontem, após a intervenção de Adriana Bebiano, professora da Universidade de Coimbra, cujas orações gosto sempre de ouvir, voltei a casa com nomes poetisas portuguesas que tenho mesmo de ler - e com a ainda maior convicção que as Novas Cartas Portuguesas não podem passar deste ano. Também voltei a pensar que tenho de passar lá mais vezes, seja em eventos, seja em regime de voluntariado, e também ver melhor que nomes constam da biblioteca (acima, na foto, apenas uma parte da estantes): ontem vislumbrei Lídia Jorge, Agustina Bessa-Luís, Maria Teresa Horta (incontornável, além de presença frequente na UMAR), entre outros livros de autores e autoras estrangeiras (como Kate Chopin e Simone de Beauvoir), em diversas línguas.

É um espaço que recomendo a qualquer pessoa que tenha possibilidade de passar em Alcântara.

Fica aqui esta lista de algumas obras de referência, fundamentais, retiradas do site do Centro de Documentação e Arquivo Feminista Elina Guimarães:

  • Christine de Pisan - O Espelho de Cristina; A Cidade das Mulheres
  • Mary Wollstonecraft - A Vindication of the Rights of Woman
  • Regine Pernoud - La femme au temps des cathédrales
  • Geoffrey C. Ward e Ken Burns - Not for Ourselves Alone: The Story of Elizabeth Cady Stanton and Susan B. Anthony
  • Virginia Woolf - A Room of One's Own
  • Emmeline Pankhurst - My Own Story
  • Judith Stora-Sandor - Alexandra Kollontaï: marxisme et révolution sexuelle 
  • Simone de Beauvoir - Le deuxième sex
  • Maria Archer - Nada lhe será perdoado
  • Doris Lessing - A Proper Marriage
  • Betty Friedan - The Feminine Mystique
  • Germaine Greer - The Female Eunuch
  • Shulamith Firestone - The dialectic of sex. The case for feminist revolution 
  • Robin Morgan - Sisterhood is Powerful; Going too far. The personal chronicle of a feminist
  • John Stuart Mill - The Subjection of Women 
  • Mary Nash - Defying Male Civilization: Women in the Spanish Civil War
  • Maria Antónia Fiadeiro - Maria Lamas
  • Juliet Mitchell - Woman's Estate
  • Vivian Gornick e Barbara K. Moran - Woman in Sexist Society. Studies in power and powerlessness
  • Maria Isabel Barreno - A morte da mãe
  • Maria Teresa Horta - Ema
  • Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa - Novas Cartas Portuguesas
  • Sheila Rowbotham - Hidden from History. 300 years of women’s oppression and the fight against it
  • Kate Millet - Sexual Politics
  • Erin Pizzey - Scream quietly or the neighbours will hear
  • Boston's Women's Health Book Collective - Our Bodies, Ourselves
  • Célia Metrass - Aborto, direito ao nosso corpo
  • Juliet Mitchell e Ann Oakley - The rights and wrongs of women
  • Candida Curzi - Écrire contre
  • Hélène Cixous - Le nom d'Oedipe: chant du corps interdit 
  • Magda Simola e Lydia Sansoni - La primera fue Lilith: la lucha de las mujeres en el mito y en la Historia
  • Maria Antónia Palla - Só acontece aos outros: histórias de violência
  • Robyn Warhol e Diane Herndl - Feminisms, an anthology of literary theory and criticism
  • Manuel Lisboa - Prevenir ou remediar: Os custos sociais e económicos da violência contra as mulheres
  • Christine Ockrent - Le Livre noir de la condition féminine
  • Anne Cova - História comparada das mulheres: novas abordagens

Perdoem o possível aumento da "to read"! A minha própria lista aumentou - confesso que nunca li nenhuma destas obras (nem Mary Wollstonecraft nem aquele da Virginia Woolf, de quem só li Orlando). Fiquei particularmente curiosa com Christine de Pisan, pela altura em que viveu -  1363–1430.

Comentários

  1. x) A UMAR! E essa lista! Já li The Female Eunuch, The Feminine Mystique, The Subjection of Women, a Wollstonecraft, a Beauvoir e as Cartas. Tenho curiosidade pela Doris Lessing, a Firestone e a Oakley, nomes que apareceram na disciplina que fiz sobre pensamento feminista no primeiro ano do PhD. Que é da Butler? Demasiado pós-modernista? Hmm.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me responsabilizo por inclusões ou omissões na lista, que é daqui: http://www.cdocfeminista.org/index.php/pt/catalogo-historico

      Sou uma menina ao teu lado. Da Doris Lessing tenho ali o "Golden Notebook", no qual ainda não peguei... tenho imenso de ler as Cartas!

      Eliminar
    2. A minha dúvida é precisamente o porquê de a UMAR não ter incluído a filósofa feminista mais influente dos últimos 20-25 anos... Mas ela é controversa, talvez seja por isso.

      Há outro que acho que ias gostar, As Luzes de Leonor, da Maria Teresa de Horta, um calhamaço de romance histórico mas em bom, sobre a Marquesa de Alorna, uma mulher do séc. XVIII português interessantíssima (e que acho que é tipo tetra-tetra-avó da Maria Teresa de Horta).

      Eliminar
    3. Não sei, talvez a tal Catarina Paiva tenha uma visão das coisas que não a inclui...

      Conheço o livro, a UMAR tem por lá (inclusive tinha à venda, quando saiu, e a própria Maria Teresa Horta foi apresentá-lo uma vez). Kinda olhei para ele na Hora H da Feira do Livro mas acho que fica para o ano. Já leste?

      Eliminar
    4. Sim! É mesmo muito bom. Mas se calhar fizeste bem, aquilo ainda é grande. E as Cartas têm prioridade :)

      Eliminar
    5. Mas comprei um outro dela! Chama-se "As Meninas" :) (depois das cartas)

      Eliminar
  2. Gostei muito do post, da forma como falas do sítio e de como o tema das mulheres te diz muito, também nunca li nenhum dos livros referidos mas espero vir a ler alguns :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, havemos de ler sim :$ e tenho de te levar lá!

      Eliminar
  3. Belo Post!
    Muito interessante.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário